Um bom escritor precisa saber Gramática? Sem dúvida, a resposta curta é sim. A resposta completa mostrará que o escritor realmente necessita da Gramática em seu dia a dia, mas não exatamente como ensinaram a você.

O que é a Gramática?

A Gramática é um conjunto de regras que serve para uniformizar os textos redigidos em um idioma. O fato de que todos os textos são escritos segundo as mesmas regras simplifica a vida de todos, especialmente a dos leitores, já que ninguém precisa adivinhar o que cada escritor quis dizer em cada um de seus textos.

Quando o leitor não precisa se preocupar com a forma, ele pode concentrar a atenção no conteúdo.

É inevitável concluir que o escritor precisa conhecer as regras da Gramática para que a forma do seu texto não desvie a atenção do leitor, prejudicando a absorção do conteúdo.

Para que a Gramática não serve

O grande problema do ensino da Gramática é tratá-la como uma finalidade quando, da explicação acima, podemos facilmente concluir que a Gramática é um meio para atingir o objetivo de transmitir uma mensagem ao leitor.

O que o escritor deseja, antes de tudo, é ser entendido pelo leitor, é levar o leitor a pensar ou imaginar alguma coisa. Para realizar esse desejo, ele precisa conhecer as regras da Gramática.

Mas você jamais irá flagrar um escritor em pleno ato de criação de um texto dizendo algo no estilo “Vou iniciar esta frase com uma sequência de orações coordenadas sindéticas adversativas e, em seguida, arremato com uma bela oração subordinada adverbial concessiva”.

Não, definitivamente, não é assim que se escreve!

Mas é assim que se ensina a Gramática.

A diferença entre analisar e criar

Não sei dizer se existe alguma outra maneira de ensinar a Gramática que não envolva a análise de frases e parágrafos criados por outras pessoas. De qualquer forma, essa é maneira com que se ensina Gramática, hoje e sempre: analisando, rotulando, classificando, esmiuçando.

O ato de escrever, por outro lado, é um ato de criação. A sua motivação inicial é a vontade de dizer alguma coisa a alguém.

A Gramática permite apenas que você analise o que já foi dito. Mas não fornece nenhuma pista sobre como você deveria dizer o que você quer, sobre como dizer algo que ainda não foi dito!

A Gramática é mais útil para o escritor no momento da revisão, isto é, no momento de localizar e corrigir os erros. No momento da criação, a Gramática serve apenas como um parâmetro de correção a ser seguido.

Aprender é experimentar

Para criar um bom texto, o escritor precisa de algo mais do que a análise de frases prontas. Ele precisa experimentar diferentes formas gramaticalmente corretas de escrever o que deseja, observando o efeito de cada uma dessas formas. Ao longo do tempo, o acúmulo de experiências leva ao crescimento do repertório do escritor, isto é, do conjunto de formas inteligentes, criativas, sedutoras, emocionantes, persuasivas, impactantes e gramaticalmente corretas de dizer o que deseja.

O problema da falta de palavras desaparece para sempre!

É claro que as experiências com as formas de escrever terão maior probabilidade de sucesso caso sejam dirigidas por um método lógico, que identifique os componentes mais simples do problema e permita o avanço contínuo, em passos realisticamente dimensionados com dificuldade progressiva.

Neste curso de redação online, oferecemos ao aluno um conjunto de 120 experiências envolvendo formas de dizer o que se deseja em Língua Portuguesa.

Na contramão da simplificação preguiçosa e da complicação inútil

Este curso caminha no sentido oposto das propostas didáticas que não passam de uma mera compilação de frases feitas. Também estamos na contramão dos cursos que se baseiam em complicadíssimas análises repletas de jargão incompreensível que jamais ensinaram qualquer pessoa a escrever sequer um bilhete.

Neste curso, o aluno aprenderá critérios para avaliar a qualidade das próprias frases, parágrafos e textos completos, experimentando variações e avaliando o impacto final de cada uma dessas formas sobre a pessoa mais importante do mundo: o leitor!

Neste curso, você aprenderá a escrever experimentando formas diferentes de escrever, adquirindo critérios para escolher a forma ideal de escrever o que você deseja.

Saber escolher a forma de escrever é a própria definição de saber escrever.

É por isso que podemos afirmar que, ao final deste curso, caso você siga todas as as nossas instruções à risca, você certamente saberá escrever. Para mais informações, clique aqui!

Grande abraço,

Prof. Alexei Oliveira